Ginecomastia

Ginecomastia

Como resolver o aumento em excesso da mama masculina?

 

A dificuldade de exposição corporal, como ir à praia e tirar a camisa,

vergonha de se expor ao parceiro, com certeza são constrangimentos que diversas vezes o homem tem vergonha de comentar sobre.

A ginecomastia tem uma incidência não muito pequena e é mais comum do que a gente imagina,

e se nós observarmos, são muitos homens que não se expõem para não mostrar a mama com aspectos femininos.

É importante entender que tem tratamentos para esse incômodo e também que existem dois tipos de ginecomastia.

Tipos de Ginecomastia.

Ginecomastia Verdadeira: a ginecomastia verdadeira é referente ao aumento da glândula masculina.

Muitos podem achar estranho, mas o homem também tem glândula mamária, igual a mulher, só que o desenvolvimento dessa glândula é muito menor do que o da mulher.

No homem diversos fatores como doenças, medicações e algumas drogas ilícitas,

como os anabolizantes, podem levar a esse aumento da glândula que é a ginecomastia.

Pseudo Ginecomastia: a pseudo ginecomastia é um aumento da gordura da mama, em proporção maior que a glândula. Às vezes ocorre um aumento associado, porém o aumento da gordura permanece maior.

É muito comum no paciente logo após a puberdade já começar a se desenvolver a glândula mamária masculina,

o que ocorre por alguns desses fatores que citei logo acima, e é nesse momento que o constrangimento se inicia, através de bullyng.

Eu já vi muitos casos de adolescentes na puberdade que vêm acompanhados das mães e é nessa hora que você percebe o grau de retração e constrangimento que os adolescentes têm para falar sobre isso.

Tratamento para a Ginecomastia.

Para tratar a ginecomastia verdadeira ou a pseudo ginecomastia podemos realizar uma cirurgia de forma rápida,

segura, e que o paciente pode operar e ir para casa no mesmo dia, dependendo do caso.

Quando a mama não é muito grande, a gente pode fazer a cicatriz pequena em formato de meia lua abaixo da aréola e tirar o excesso da glândula.

Essa cicatriz, com o passar do tempo, fica bem imperceptível.

Para a pseudo ginecomastia, que é um aumento da glândula, mas, principalmente,

um aumento de gordura, nós acabamos associando a retirada de excesso da glândula com a retirada de gordura, através de um lipoaspiração.

A retirada da glândula associada com a retirada de gordura são procedimentos rápidos e seguros que a gente faz em ambiente hospitalar, com somente uma sedação,

tendo a possibilidade do paciente ir para casa no mesmo dia, dependendo do grau da ginecomastia.

Conduta de avaliação.

Quando um paciente chega com ginecomastia ou com pseudo ginecomastia, entra em uma conduta de avaliação.

Como é uma patologia causada por diversos fatores, é importante uma avaliação do endocrinologista.

Todos os pacientes são solicitados para um parecer com uma avaliação endocrinológica de todas as alterações hormonais, para ver se tem alguma causa evidente levando àquele aumento da glândula, principalmente quando falamos de pacientes mais jovens.

Mas no consultório nós buscamos saber se tem alguma medicação que pode estar causando uma alteração hormonal ou se teve algum ganho ou perda de peso recente, e tudo isso é realizado durante a avaliação.

Na minha rotina, eu prefiro uma avaliação endocrinológica para eliminar as causas metabólicas e hormonais.

Outro fator importante que a gente vê nos dias de hoje é a questão dos anabolizantes, que na maioria das vezes levam à hipertrofia da glândula mamária masculina.

Se o paciente após a cirurgia não suspender o uso de anabolizantes, pode sofrer novamente com a ginecomastia.

A ginecomastia é algo que acomete muitos jovens, que de fato, sofrem muito com isso na puberdade.

Quando não se acha uma causa específica para isso, o ideal nesses pacientes jovens seria operar para não sofrerem mais com esse incômodo.

Ginecomastia

Já em pacientes com mais idade, é necessário verificar se não ocorreu nenhuma alteração hormonal ou até mesmo um possível câncer de mama no homem, que é extremamente perigoso.

Durante a consulta, os exames físicos e de imagens que são solicitados nos permitem diagnosticar de forma correta para poder abordar esse assunto e indicar a melhor cirurgia para cada paciente.

Alguns pacientes que têm um grau maior de ginecomastia, um grau de 1 a 3, têm uma mama extremamente parecida com uma mama feminina, com uma gordura e glândula em excesso,

e nesses casos a técnica de cirurgia é um pouco diferente, porque temos que tirar todo aquele excesso e ajustar o excesso de pele para uma mama mais chapada, com o peito e musculatura peitoral.

A cirurgia é um procedimento relativamente simples, mas que precisa de uma boa indicação, associada a uma separação e pesquisa dos tipos e causas.

Quando bem indicado, o paciente consegue retornar sua vida de forma bem precoce, em torno de 15 dias.

Qualquer dúvida estamos à disposição, ou procure um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Dr. Flávio Rezende.

Entre em contato!