Abdominoplastia

Flacidez abdominal tem solução!

O abdômen é um tema extremamente meticuloso para homens e mulheres. É comum os pacientes aqui no consultório me questionarem sobre aquele abdômen flácido ou globoso.

Mas quando fazer uma lipoaspiração ou uma abdominoplastia?

Conforme o passar do tempo e o nosso envelhecimento é comum a perda de colágeno e a atrofia muscular. Essa perda acarreta em um abdômen mais flácido, com uma pele caída e um desenho nada agradável para a estética e jovialidade. Essa aparência do nosso abdômen uma hora começa a nos incomodar, seja cedo ou tardiamente.

Um fator importante para a mulher é a gravidez, que acentua o processo de expansão da barriga. Algumas pessoas sofrem com o efeito sanfona, que também é um fator agravante para a estética do abdômen.

As principais queixas das pessoas que nos procuram são: perda de contorno com a flacidez, excesso de pele, formação da “pochete” na região inferior do abdômen (notável, principalmente, quando sentamos em algum lugar) e perda de definição abdominal.

Irei indicar 3 tipos de procedimentos para tratar diferentes casos.

Lipoaspiração

Em casos de pouca flacidez, mas com acúmulo de gordura e que exija um desenho corporal mais trabalhado, utilizamos a lipoaspiração.

O processo ocorre com a retirada de gordura de algumas áreas para melhorar, consequentemente, o desenho do contorno.

Abdominoplastia e miniabdominoplastia. Qual a diferença?

Pacientes que têm uma flacidez exagerada, pós-gravidez ou após uma perda grande de peso e ainda resta excesso de pele, é importante seguir umas indicações.

Primeiramente o paciente não pode fazer somente uma lipoaspiração e sim realizar uma retirada do excesso de pele. É importante saber diferenciar a abdominoplastia e a miniabdominoplastia, identificando onde é localizada essa flacidez.

Quando temos uma amplitude maior dessa flacidez em todo abdômen, é indicada a abdominoplastia. Porém, aquelas pessoas que são magras, com pouca flacidez, principalmente com a flacidez localizada abaixo do umbigo, indicamos a miniabdominoplastia.

Então podemos entender que a indicação e o tipo de procedimento vai depender de cada tipo corporal e de envelhecimento, para, assim, decidirmos qual o melhor tratamento para cada paciente.

Identificar os casos de gordura visceral é extremamente importante antes de realizarmos algum desses procedimentos. Caso o paciente a tenha é essencial que ele passe por um processo de emagrecimento para depois se definir qual a melhor indicação para ele, seja lipoaspiração, abdominoplastia ou uma miniabdominoplastia.

Quais as vantagens da abdominoplastia?

A abdominoplastia vai melhorar o contorno do abdômen esticando a pele e diminuindo a flacidez. Um dos principais resultados relevantes que a abdominoplastia confere é o famoso abdômen chapado.

Um abdômen chapado!

Conseguimos esse aspecto de abdômen chapado através de uma aplicação na musculatura, nos dois retos abdominais. Com o nosso envelhecimento ocorre a diástase do músculo, o que torna nosso abdômen globoso e sem um contorno ou desenho chapado e agradável.

A aplicação no músculo nos permite esse retorno à origem, reposicionando a musculatura do abdômen de modo a torná-lo mais firme, com o tão desejado aspecto de abdômen chapado.

O peso pode influenciar na cirurgia?

Tanto nas mamoplastias quanto na abdominoplastia, o importante é que o paciente esteja no peso ideal dele. E porque isso?

Se nós operamos um paciente acima do peso, conseguimos melhorar o contorno, porém não garantimos o melhor resultado para ele. A abdominoplastia tem como objetivo desenhar e melhorar o contorno e não emagrecer ou retirar um excesso de pele.

Para pacientes com sobrepeso ou obesidade, a primeira orientação é um emagrecimento, para tornar a cirurgia mais eficiente e fácil e, consequentemente, tornar o pós-operatório mais tranquilo e sem riscos durante e após a cirurgia.

Então para esse tipo de cirurgia é ideal você estar em um peso bom e indicado para você.

Quando é indicada a lipoaspiração associada à abdominoplastia?

Nos dias de hoje é muito difícil fazer uma abdominoplastia sem estar associada à lipoaspiração.

A lipoaspiração retira a gordura dos flancos das costas e até da região acima dos glúteos, melhorando os resultados garantidos pela abdominoplastia, deixando a cintura mais fina, um corpo mais desenhado.

Até mesmo no caso da miniabdominoplastia utilizamos a lipoaspiração para minimizar as gordura nos flancos e conseguir dar de volta a cintura para a paciente.

Abdominoplastia masculina

Está ocorrendo um aumento da procura da abdominoplastia por parte dos homens e há alguns pontos importantes para se falar sobre a abdominoplastia masculina. No caso dos homens não “cavamos” muito a cintura e a posição da cicatriz é mais linear, para ficar escondida abaixo da sunga.

Mas e a cicatriz da abdominoplastia?

A cicatriz da abdominoplastia é uma troca. Você vai trocar um abdômen globoso, flácido, com pele caída e sem definição por um abdômen definido, chapado, sem excesso de pele, com cintura, mas com uma cicatriz.

Nós temos um cuidado extremo de colocar a cicatriz onde fique escondida pelo biquíni ou pela sunga. É uma cicatriz que vai da região suprapúbica até toda a lateral.

Como é o pós-operatório da abdominoplastia?

Exige-se um cuidado muito atencioso com essa cicatriz. De 3 semanas a 30 dias o paciente deve andar ligeiramente curvado, para não ter nenhum tipo de tensão sobre a cicatriz.

A cicatrização irá ocorrer de forma mais natural e garantir um resultado mais estético, por isso deve-se manter o mínimo de tensão para evitar que, no futuro, essa cicatriz alargue ou suba de posição.

Agora você já sabe com funciona a abdominoplastia!

Espero que tenha entendido quando é indicada uma lipoaspiração, abdominoplastia e  miniabdominoplastia, ou até mesmo uma associação desses procedimentos.

Percebemos no resultado um contorno mais harmonioso em relação à cintura e o abdômen, com pacientes que têm um ar mais jovial e agradável em relação a toda sinergia com o próprio corpo, passando a utilizar um padrão de roupas diferente e muito mais à vontade, até mais curtas.

Espero ter esclarecido todas suas dúvidas. Caso tenha restado alguma, você pode entrar em contato conosco.

Dr. Flávio Rezende.