Lipoaspiração

Lipoaspiração é o nome dado a uma técnica que consiste em retirar o excesso de gordura através de um aparelho de sucção ou seringas. Por sua vez, a lipoescultura consiste em utilizar a própria gordura retirada para modelar parte do corpo ou preencher depressões. Ambos são procedimentos que podem ser realizados isoladamente ou associados com outras cirurgias plásticas. Hoje, a lipoaspiração é a cirurgia plástica estética mais realizada no Brasil.

O ideal da lipoaspiração isolada são para pacientes com gordura localizada de quantidade moderada e para portadoras de pele firme.

A lipoaspiração é feita através de algumas incisões de aproximadamente 2 cm ou menos  para introdução da cânula .

O resultado da lipoaspiração depende da colaboração da paciente, o ganho de peso após a cirurgia pode dar um resultado insatisfatório. Portanto, existe uma limitação da retirada de gordura para não ficar excesso de pele.

A lipoaspiração não pode ser encarada como um método de tratamento da obesidade; seu objetivo é a remoção de gordura localizada. As células de gordura que não foram aspiradas não têm capacidade de se multiplicar, mas caso a paciente ganhe peso após uma lipoaspiração estas células podem aumentar de tamanho, ocupando o mesmo espaço quando tinha todas as células antes da cirurgia. Com isso, a paciente volta a engordar e perde todo o resultado obtido.

Sempre avaliamos no pré-operatório a tonicidade da pele, a presença de irregularidades, cicatrizes e flacidez, lembrando-se de que a pele deverá apresentar condições de contração.

A anestesia realizada pode ser peridural com sedação ou anestesia geral, dependendo se a lipo vai ser associada a outra cirurgia.

Cuidados  antes da cirurgia:

– Não tomar mais nenhum medicamento como aspirina, cibalena, melhoral, coristina e derivados, ginkgo biloba, anti-inflamatório, por entre outros pelo menos com 20 dias antes da cirurgia. Manter medicamentos de uso diário (para hipertensão, diabetes, e outros), mas sempre comunicar as medicações em uso.

– Bebidas alcoólicas devem ser abolidas pelo menos 72 horas antes da cirurgia, principalmente vinhos.

– Banho 2 dias antes da cirurgia com sabonete anti séptico (Soapex) ou a critério da paciente.

– Providenciar exames pedidos pelo menos 20 dias antes da cirurgia.

– Informar ao médico estado gripal ou outra patologia antes da cirurgia.

– Pelos pubianos: depilar ou raspar 5 dias antes da cirurgia. Nunca no dia anterior.

– Levar exames pré-operatório, medicamentos de uso diário e medicamentos solicitados pela equipe médica no dia da internação. O paciente deverá chegar para internação no horário marcado. O jejum deverá ser a partir das 22h do dia anterior, não podendo comer dietas sólidas, pastosa e/ou líquidas e nem ingerir água. Dieta zero.

Recuperação pós-operatória:

–  Uso de cinta deverá  ser por  1 a  2 meses  ou a critério do médico.

–  Evitar movimentos bruscos no abdômen pelo menos 30 dias.

–  Lavar as mãos antes de tocar na ferida.

–  Tomar  rigorosamente os medicamentos receitados pelo médico.

–  Qualquer aparecimento de espinhas, vermelhidão, deve ser informado imediatamente ao médico.

–  Usar sempre roupa com abertura frontal até retirada total dos pontos.

–  Os pontos serão retirados entre 7° a 15 º dia de cirurgia.

–  Usar micropore ou fita de silicone pelo menos por 60 dias.

–  Qualquer alteração de cicatriz deve comunicar imediatamente ao médico.

–  Evitar ganho de peso que poderá prejudicar a sua cirurgia e cicatrizes.

–  Drenagem linfática deverá ser feita assim que o cirurgião solicitar, geralmente após o 3° dia.

–  Sensação de inchaço (edema) é comum. Procure andar bastante e movimentar.

–  Exposição ao sol, somente após desaparecimento total das manchas roxas. A exposição no sol durante as manchas roxas poderá impregnar a pele levando uma cor parda e pode ficar permanente ou desaparecer após 1 a 2 anos.

Ao longo dos anos, foram desenvolvidas diversas técnicas para aprimorar a cirurgia plástica de lipoaspiração e seu objetivo de eliminar gordura localizada. São complementos para o tradicional procedimento que remove os excessos de gordura através de cânulas e remodela o contorno corporal do paciente. Existem algumas técnicas de lipoaspiração, entre elas a hidrolipo, a vibrolipo, a lipoaspiração a laser, a lipoaspiração ultrassônica e a lipoaspiração a fresco. Todas usam um aparelho de lipoaspirador, diferenciando quanto a forma de quebrar a célula de gordura e o trauma cirúrgico. A melhor técnica é aquela mais indicada para o seu corpo e a que o cirurgião tem mais experiência. Não se deixe enganar!!!

Hidrolipoaspiração (Hidrolipo):

A hidrolipo tem o mesmo objetivo da lipoaspiração tradicional: eliminar gordura localizada. A primeira diferença entre a “hidrolipo” e a lipoaspiração é como as células de gordura são retiradas. Na hidrolipo o cirurgião plástico injeta uma solução que faz com que as células de gordura inchem e se rompam com maior facilidade. Isso torna mais simples a aspiração da gordura, que é feita por seringas ou cânulas finas, além de diminuir a força que o cirurgião exerce sobre o corpo do paciente.

Lipolaser:

Não é a primeira vez que os raios do laser são usados em prol de uma cirurgia. O recente desenvolvimento de um novo aparelho de Laserlipólise (destruição da gordura pelo Laser) abriu novas perspectivas em relação à segurança do procedimento de lipoaspiração. O laser, quando atinge um determinado comprimento de onda, explode as células de gordura. O líquido é, então, aspirado por um equipamento de sucção. Além disso, o tempo de recuperação diminuiu muito.

Cada vez mais pessoas procuram a lipoaspiração feita com Laser.

Quais são as vantagens ?

1. Cânula flexível com menos trauma.

2. Menor sangramento durante a cirurgia.

3. Menos equimoses (manchas) no pós-operatório.

4. Recuperação mais rápida.

5. Efeito de retração da pele através do aquecimento e estimulação do colágeno.

Desvantagens da Lipo laser:

1. O procedimento é mais caro devido ao custo do aparelho.

2. O procedimento é um pouco mais demorado, pois o Laser precisa de um tempo para derreter a gordura. 
3. A gordura fica completamente derretida não podendo ser usada na lipoescultura.

4. É um procedimento novo, muitos médicos ainda não dominam a técnica.

Lipoaspiração ultrassônica:

Essa técnica utiliza a radiação do ultrassom para quebrar as células de gordura do tecido adiposo, o que facilita a remoção da gordura excedente. Assim, é possível retirar mais gordura com menos traumas ao corpo.

A lipo ultrassônica é indicada para retirar pequenas quantidades de gordura excedente, de modo que para se retirar uma quantidade mais elevada é necessária mais de uma sessão, ou então optar pela lipoaspiração tradicional.

O pós-operatório da lipoaspiração ultrassônica tende a ser menos incômodo do que a recuperação da lipoaspiração, uma vez que é exercida menos força no corpo do paciente para se remover a gordura.

A lipoaspiração ultrassônica deve ser indicada e feita por um cirurgião plástico especializado e, embora de porte menor, deve ser realizada no hospital, com o auxílio dos equipamentos adequados para a segurança do procedimento e do paciente.

Vibrolipoaspiração:   

A vibrolipo ajuda na quebra das células gordurosas, promovendo maior facilidade na sucção dos acúmulos de gordura. Utiliza-se um aparelho que faz uma vibração rápida da cânula que faz emulsionar e liquidificar mais a gordura. Além disso, com a menor intensidade dos movimentos realizados na aspiração da gordura, o pós-operatório se torna mais ameno ao paciente.

A diferença entre a lipoaspiração e a vibrolipoaspiração está na execução da técnica. Na vibrolipo as cânulas contam com o auxílio de vibração proporcionada pelo equipamento vibroaspirador. As vibrações ajudam na quebra da gordura que será removida, diminuindo a intensidade dos movimentos de vai-e-vem realizados na lipoaspiração tradicional.

Microlipo/Lipo light/ Minilipo:

Nada mais é do que diferentes nomes usados por diferentes autores para basicamente o mesmo procedimento: hidrolipo localizada!!!

Lipo de Beverly Hills:

Esta técnica foi desenvolvida em Beverly Hills (EUA). Seus idealizadores propagam o uso da chamada ²cartografia topográfica², como diferencial da técnica. A ²cartografia topográfica”consiste em desenhar a região a ser tratada, o que já é realizado de rotina em todas as cirurgias, inclusive a lipoaspiração, não sendo exclusiva da lipo de Beverly Hills. Seus idealizadores também relatam o uso de uma mesa cirúrgica acolchoada e aquecida que propicia maior conforto durante a cirurgia. Na verdade, são denominações para tentar diferenciar e mostrar uma novidade, mas sabemos que é o mesmo procedimento.

Diante de tantas técnicas, o paciente acaba se confundindo e deixando se levar por propagandas. Sendo a cirurgia realizada por um cirurgião plástico experiente, respeitando os fundamentos básicos de segurança, a melhor técnica é aquela       A melhor técnica é aquela mais indicada para o seu corpo e a que o cirurgião tem mais experiência.