Fio Silhouette: cirurgia plástica sem corte

Sutura Silhouette: cirurgia plástica sem corte está em alta

A Sutura Silhouette é uma opção para quem acha cedo para “entrar na faca” e tem medo de plástica. Minimamente invasivo, é feito com a inserção de um fio entre a pele e a camada de gordura subcutânea, reposicionando e redefinindo contornos de pescoço e rosto – especialmente da mandíbula. Também levanta a sobrancelha e as bochechas, melhorando o aspecto de rugas e flacidez.

O cirurgião plástico Flávio Rezende destaca as vantagens da sutura silhouette. “Só tem vantagens. A procura é cada vez maior, pois dá o efeito que o paciente deseja. Além disso, é um tratamento que pode ser feito no consultório mesmo. É rápido, seguro e de baixo risco. O paciente não precisa “parar” sua vida em função do tratamento. As restrições são muito poucas –  como dormir de cabeça mais elevada, evitar alimentos duros e comer alimentos mais macios para não ter que movimentar tanto o maxilar”, explica.

O cirurgião plástico conta que a procura pelo procedimento tem crescido desde que chegou ao Brasil, em 2013, e que certamente vai tomar o lugar dos liftings que utilizam fio de ouro ou fio búlgaro. O fio de sutura silhouette, segundo ele, é de material absorvível que dá efeito de lifting imediato. O material pode ser usado em tratamento facial ou corporal (mas a principal indicação é para o tratamento facial e de pescoço) e a recuperação é rápida.
Link matéria
cirurgião Flavio Rezende